Notícias

Liturgia – Julho

24/07/2020
Por  ANEC Comunicação

Roteiro: Penha Carpanedo, da Congregação Discípulas do Divino Mestre (Apostolado litúrgico), membro da Rede Celebra de animação litúrgica.

Prepare um espaço com cadeiras em circulo, coloque no centro sobre um tecido a bíblia e uma vela, convide as pessoas para se juntarem [mantendo a necessária distância]. Alguém acende a vela. Todos ficam em silêncio por algum tempo. A pessoa que vai presidir começa a celebração com os versos da abertura.

1. ABERTURA – Quem preside canta, os demais repetem fazendo o sinal da cruz enquanto canta o primeiro verso:
– Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar! (bis)
Vem não demores mais vem nos libertar. (bis)
– Venham adoremos, Cristo ressurgiu! (bis)
A criação inteira, o Senhor remiu. (bis)
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis)
Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito! (Bis)
– Aleluia, irmãs, aleluia irmãos. (bis)
Povo de sacerdotes, a Deus louvação. (bis)
2. MOTIVAÇÃO
Este dia de domingo, nos oferece o descanso e a alegria da presença do Ressuscitado no meio de nós. Que esta alegria se estenda a todas as pessoas que estão sofrendo por causa da doença, da pobreza e da violência.
As pessoas podem conversar sobre a semana que passou e falar de suas esperanças.

3. SALMO 65 (64)
Neste salmo que medita sobre o trabalho de Deus na
natureza, junto com toda a criação que anseia pela
libertação, louvemos ao Senhor.

A semente caiu em terra boa e deu fruto.

1. Visitais a nossa terra com as chuvas,
e transborda de fartura.
Rios de Deus que vêm do céu derramam águas,
e preparais o nosso trigo.

2. É assim que preparais a nossa terra:
vós a regais e aplainais,
os seus sulcos com a chuva amoleceis
e abençoais as sementeiras.

3. O ano todo coroais com vossos dons, os vossos passos são fecundos;
transborda a fartura onde passais,
brotam pastos no deserto.

4. As colinas se enfeitam de alegria,
e os campos, de rebanhos;
nossos vales se revestem de trigais:
tudo canta de alegria!

Oração silenciosa

4. ORAÇÃO
Oremos ao Senhor… [breve silêncio]
Ó Deus da consolação, tu sempre nos iluminas
e nos conduzes aos teus caminhos!
Dá a todos os cristãos e cristãs
a graça da fidelidade ao teu evangelho
e a coragem de romper com tudo que lhe é contrário.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

5. REFRÃO – para acolher o evangelho
Mandai o vosso Espírito Santo,
o paráclito aos nossos corações
e fazei-nos conhecer as Escrituras,
as Escrituras que foram por ele inspiradas.

6. LEITURA DO EVANGELHO – Mateus 13,1-9
– Uma pessoa da casa faça pausadamente a leitura:
Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus
1Naquele dia, Jesus saiu de casa e foi sentar-se às
margens do mar da Galileia. 2Uma grande multidão
reuniu-se em volta dele. Por isso Jesus entrou numa
barca e sentou-se, enquanto a multidão ficava de pé,
na praia. 3E disse-lhes muitas coisas em parábolas: ‘O
semeador saiu para semear. 4Enquanto semeava,
algumas sementes caíram à beira do caminho, e os
pássaros vieram e as comeram. 5Outras sementes
caíram em terreno pedregoso, onde não havia muita
terra. As sementes logo brotaram, porque a terra não
era profunda. 6Mas, quando o sol apareceu, as plantas
ficaram queimadas e secaram, porque não tinham raiz.
7Outras sementes caíram no meio dos espinhos. Os
espinhos cresceram e sufocaram as plantas. 8Outras
sementes, porém, caíram em terra boa, e produziram à
base de cem, de sessenta e de trinta frutos por s
emente. 9Quem tem ouvidos, ouça!’
Palavra da Salvação.

7. MEDITAÇÃO
– Quem preside lê o texto abaixo e abre para a partilha do grupo:

No evangelho desde domingo, Jesus, sentado em
uma barca, ensina à multidão. Ele conta uma parábola,
ou seja, a história de um lavrador que saiu a semear. A
semente caiu em quatro terrenos diferentes e somente
um produziu os frutos esperados. Com isso, Jesus
indica os diversos modos de ouvir a Palavra.
A semente que caiu ao longo da estrada e foi
levada pelos pássaros refere-se uma escuta superficial,
que como diz o povo, “entra por um ouvido e sai pelo
outro”; a palavra não permanece e não pode dar fruto. A
semente que caiu em terreno pedregoso é a palavra
que foi recebida com alegria, mas não criou raízes, não
foi capaz de resistir às provações. A semente semeada
entre espinhos, simboliza uma escuta que dá ouvido a
muitas outras palavras, e não sabe discernir entre a
palavra de Jesus e a daqueles que tem uma pregação
equivocada.
Finalmente, o terreno bom é a pessoa que escuta,
acolhe e caminha sob a direção da Palavra dia após
dia, vencendo as provações da vida, jamais
confundindo a palavra de Jesus com outras vozes. É
uma escuta que leva à “a alegria do evangelho que
enche o coração e a vida inteira daqueles que se
encontram com Jesus”, como diz o papa Francisco [EG].
De fato, Jesus não falou somente para as pessoas que
o acolheram e se converteram. Comunicou-se com
gente aberta e gente fechada, colocou sua semente em
terreno fértil e em terreno que não apresentava boas
condições para o plantio. Esta atitude de Jesus é de
absoluta gratuidade e abertura. Ele abre o anúncio
para todos e não força ninguém. Mas acredita que
mesmo o terreno ruim pode produzir fruto.

8. PRECES
Oremos a Cristo que intercede por nós junto do Pai e cantemos:
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Senhor Jesus, faze germinar no coração das
comunidades que hoje se reúnem, as sementes da tua
Palavra para que deem frutos de vida.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.
– Senhor Jesus, dá ao nosso papa Francisco luz,
inteligência e perseverança para continuar a semeando
em nosso mundo a boa nova do Evangelho.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.
– Senhor Jesus, escuta o clamor dos que estão
experimentando em seu corpo as marcas da paixão
causadas pela fome e pela doença.
Ó Senhor, escuta a nossa prece.

– Preces espontâneas… Quem preside conclui:
Atende-nos, ó Pai, por Cristo Jesus, na unidade do
Espírito Santo. Amém.

9. PAI NOSSO
– Quem preside faz o convite:
Obedientes à palavra de Jesus, sob a inspiração do seu
Espírito que ora em nós, rezemos com confiança: Pai
nosso…

Oração
Ó Deus, tua Palavra fecunda o universo inteiro e
produz frutos de justiça em todos os cantos da terra.
Que cresça em nós, até a colheita abundante, a palavra
que foi semanada em nossos corações. Abre os nossos
ouvidos para que possamos escutar o que o Espírito diz
às Igrejas, através dos fatos da vida, da natureza e do
clamor dos pobres. Por Cristo Nosso Senhor. Amém
.
10. BÊNÇÃO
Abençoe-nos, o Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Clique na opção que deseja e baixe o roteiro:

15º DOMINGO DO TEMPO COMUM – 2020- VERSÃO PARA IMPRESSÃO

15º DOMINGO DO TEMPO COMUM- 2020- VERSÃO PARA CELULAR

ABAIXO O PROGRAMA DIA DO SENHOR-

 

XIV TEMPO COMUM A impresso

 


Leituras relacionadas

Remodal