Notícias

“É necessária uma aldeia inteira para educar uma criança”

14/04/2021
Por  ANEC Comunicação

A partir desta máxima do Papa Francisco, presente no Pacto Educativo Global, realizamos na manhã do último sábado (10.04) um encontro com os animadores pastorais e alguns diretores de escolas católicas presentes no estado do Piauí que são associadas à Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC). O evento deu-se de maneira remota por meio de plataforma digital dadas as condições de pandemia que estamos vivenciando nos últimos tempos e preservando os cuidados com cada pessoa.

Na ocasião pudemos contar com a participação da Ir. Cláudia Chesini, membro do Conselho Superior da ANEC. Em suas palavras de animação inicial a mesma manifestou a sua alegria em poder estar colaborando com a iniciativa das escolas católicas do Piauí em estarem promovendo esta discussão e acrescentou ainda que precisaremos trabalhar em comunhão para que a educação se torne cada vez mais espaço de humanização, tanto daqueles que são educandos como também daqueles que educam e que se dedicam a atuar nesta seara.

Pudemos contar com a participação de cerca de trinta animadores pastorais, vindo das mais diversas escolas católicas do Piauí. Roberto Senna, colaborador da Escola Padre Arrupe, localizada na cidade de Teresina e que se dedica à educação infantil, ressaltou que: “Poder discutir e compartilhar conhecimentos acerca do Pacto Educativo Global foi um momento extremamente relevante e importante para mim como educador. Acredito que para o atual momento em que estamos vivendo, discutir sobre o que o Papa Francisco nos propõe no Pacto Educativo Global é algo que se faz muito necessário, porque é importante construirmos uma ‘Aliança Educativa’ que nos permita vislumbrar um mundo mais humano, justo e acolhedor!

Pensando em uma perspectiva de futuro, o colaborador Márcio Danilo, que atua como animador pastoral na Escola Marista Champagnat de Teresina enfatizou que “os fóruns que virão nos próximos meses, irão, sem dúvida, nos proporcionar espaços de escuta atenta e de alimentarmo-nos das experiências uns dos outros nessa caminhada, inspirados pelo Pacto Educativo Global; podendo assim sentir uma maior comunhão, mesmo na diversidade de carismas que formam nossas escolas, nos propormos a realizar ações concretas que nos façam chegar ao protagonismo dos estudantes e especialmente ao cuidado com os educadores e educandos de nossas escolas. O trabalho em rede, será crucial para sermos bem sucedidos nesta missão”.

Que as luzes do evangelho e a força do ressuscitado nos sirvam de ânimo e consolo na realização desta missão de educadores e na buscada vivência do que nos propõe o Pacto Ed


Leituras relacionadas

Remodal