Notícias

O QUE APRENDI COM MARIA, DISCÍPULA E MISSIONÁRIA?

04/05/2020
Por  ANEC Comunicação

Ir. Ildes Maria Lobo Mendes, ISD – Congregação das Irmãs de Santa Doroteia da Frassinetti

Muito se tem escrito sobre Maria, sobre o Magnificat, seu poético canto de libertação e profecia. É uma revelação do Deus que se manifesta aos pequenos e humildes de coração, àqueles que ao longo da vida desenvolvem uma familiaridade contínua com Ele e, na consciência da sua pequenez, acolhem seu amor, sua misericórdia e sua bondade. Somente os humildes de coração reconhecem a ação de Deus na história e se reconhecem como instrumento através do qual Deus age. A jovem e humilde Maria, no seu SIM, se faz discípula do Filho de Deus, acolhe a Palavra, aceita e a guarda no seu coração. Ao saber de sua prima Isabel, se faz missionária, vai ao seu encontro e anuncia a encarnação do Filho de Deus em seu ventre.

Por termos muita coisa escrita, optei por compartilhar a minha experiência espiritual e o significado de Maria, discípula missionária na minha vida e o que com ela aprendi

  • Com Maria discípula, aprendi o valor da oração e do conhecimento da Palavra de Deus para poder ter familiaridade com Ele e ler a sua manifestação na história.
  • Com Maria discípula, aprendi que a fé Abraâmica não tem sentido se nossas atitudes não nos levarem ao encontro dos mais necessitados.
  • Com Maria discípula, aprendi que Deus age na história através de nós e que, se o planeta e a relação entre os seres humanos e natureza não estão bem, é porque não fazemos a nossa parte.
  • Com Maria discípula, aprendi, que a fé se expressa na comunhão, na solidariedade e na justiça e que, se não a traduzimos em gestos concretos somos como sal sem sabor.
  • Com Maria discípula, aprendi que o Filho de Deus não é o deus dos soberbos, dos opulentos, dos que acumulam riquezas, dos violentos.
  • Com Maria discípula aprendi que estar aos pés do Mestre ouvindo-o e guardando no coração sua Palavra é também estar presente em seu projeto libertador, nas lutas por vida em plenitude.
  • Com Maria discípula aprendi que ser discípula é também ser missionária, é ser igreja em saída anunciando o amor de Jesus até os confins do mundo, com a Palavra e com a vida.
  • Com Maria Missionária, aprendi que ser missionária é levar Jesus Cristo e sua mensagem a todos, assumido o meu batismo até as últimas consequências.
  • Com Maria missionária, aprendi a estar atenta ao Espírito Santo que se manifesta na comunidade reunida em nome de Jesus.
  • Com Maria missionária, aprendi que preciso ser presença misericordiosa na vida das pessoas, pois, através delas exerço a compaixão e a ternura de Jesus.
  • Com Maria missionária, aprendi que ser missionária é ir onde há maior necessidade de maior serviço ao irmãos e irmãs.

Com Maria rezo diariamente pedindo sua intercessão para que eu seja fiel ao projeto de Deus para a minha vida, que eu seja uma discípula missionária comprometida com a justiça do Reino, que eu viva com fidelidade o que dela aprendi para que a minha vida consagrada a Ele não seja em vão.


Leituras relacionadas

Remodal