EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS PARA PUBLICAÇÃO DIGITAL DA REVISTA DE PASTORAL DA ANEC

Número 13, 2022

A Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC), por meio do Setor de Animação Pastoral, torna pública a chamada de submissões de trabalhos para a Revista de Pastoral da ANEC, ISSN 2525-8230, edição Nº 13 (2022/1), com publicação prevista para junho de 2022, versão digital, com dossiê temático “Dimensão Pastoral da Educação e Arranjos Curriculares”.

O Conselho Editorial também receberá propostas de publicações de artigos para fluxo contínuo com temáticas que abranjam o escopo temático da Revista de Pastoral, sejam voltados à Educação Básica ou ao Ensino Superior.

As propostas de trabalhos deverão ser enviadas até o dia 01 de março de 2022, para o endereço eletrônico: pastoral@anec.org.br. No correio de envio, o assunto deve ser “Trabalho – Revista de Pastoral n. 13”. 

Descrição do Dossiê    

As “Linhas de Ação Pastoral da ANEC” recordam que a preocupação pastoral sobre o currículo por parte das instituições confessionais deve-se ao fato de que nele se expressa a identidade da instituição. Silvareforça que os currículos são “documentos de identidade” que contém visões de mundo, concepções antropológicas e opções políticas. De forma geral, os currículos têm se transformado no Brasil desde a promulgação da BNCC em 2017 e têm sido remodelados a partir da concepção de habilidades e competências. Também emerge a questão do novo Ensino Médio, a necessidade de integrar os itinerários formativos e de se incluir processos mais explícitos de construção do projeto de vida. 

As escolas católicas se veem desafiadas a repensar os currículos fazendo cruzar as indicações legais e seus valores humano-cristãos. Para a educação católica, o currículo também é um instrumento de evangelização que focaliza a formação integral da pessoa humana em todas as suas dimensões e facetas. Há também que se considerar a dimensão social do currículo, pois como dizia Paulo Freire, “ninguém educa ninguém, como tampouco ninguém se educa a si mesmo: os homens se educam em comunhão, mediatizados pelo mundo”.   

O currículo evangelizador, segundo o Documento de Aparecida, é aquele que: “humaniza e personaliza o ser humano quando consegue que este desenvolva plenamente seu pensamento e sua liberdade”. Isto significa que, mantendo sua identidade, a instituição de ensino católica abre-se ao diálogo intercultural, comprometida com os “valores éticos e a dimensão de serviço às pessoas e à sociedade”, sendo testemunha autêntica de Jesus Cristo, visto que valoriza e enobrece a pessoa e sua cultura.  

Os artigos que comporão o dossiê da edição n. 13 da Revista de Pastoral e os relatos de experiência devem contemplar de alguma forma pelo menos um dos seguintes direcionamentos temáticos:

  • Currículo evangelizador (definições e alcances)
  • Competências e habilidades da BNCC em chave pastoral.
  • Implantação do Novo Ensino Médio e a dimensão pastoral.
  • Dimensão pastoral-social nas escolhas curriculares.
  • Currículo e a formação integral da pessoa humana.
  • Ecologia integral e o desenvolvimento pastoral dos currículos.
  • Interfaces entre o currículo do Ensino Religioso e a evangelização.

Condições de submissão       

Os trabalhos para submissão devem ser, preferencialmente, originais e inéditos em meio impresso e eletrônico, e que não estejam sendo avaliados para publicação em outra revista.

Serão aceitos trabalhos com mais de um autor.

Será enviado um e-mail de confirmação de recebimento do trabalho enviado. A aprovação do texto, entretanto, será comunicada posteriormente, após parecer dos avaliadores.

A Revista não aceita trabalho que em seu conteúdo seja expresso qualquer tipo de propaganda comercial, político-partidária, profissional, ou de outra natureza.

Para construção dos trabalhos devem ser observadas todas as indicações presentes nas Diretrizes para Autores (item n. 2)

Diretrizes para autores

A Revista de Pastoral da ANEC aceita contribuições em fluxo contínuo e não cobra taxa de editoração (article processing charges – APC). Não serão publicados trabalhos que não atendam os critérios abaixo e de  formatação (cf. item n. 4) 

Artigos

Os textos enviados para a seção Artigos devem ter extensão entre 12.000 e 15.000  caracteres com espaços, incluídas as referências bibliográficas e notas. 

Relatos de Experiências

Os textos enviados para a seção Relatos de Experiências devem ter extensão entre 8.000 a 12.000 caracteres com espaços, incluídas as referências bibliográficas e notas.

Fluxo Contínuo

Extensão entre 12.000 e 15.000 caracteres com espaços, incluídas as referências bibliográficas e notas. Os textos podem abordar temáticas livres, não necessariamente ligadas à proposta do Dossiê. 

Orientações de formatação

Fonte: Arial n. 12, espaçamento 1,5. Alinhamento do corpo do texto: justificado.

Título: Arial 14, negrito. Alinhamento do título: centralizado.

Subtítulos (seções do texto): Arial 12, negrito. Alinhamento dos subtítulos: justificado.

Margens: 2cm em todos os lados.

Imagens: inserir fonte em notas de rodapé. Se for de outra propriedade autoral, enviar formulário de direitos autorais com autorização para uso.

Notas de rodapé: Arial 10, espaçamento simples. Alinhamento das notas de rodapé: justificado.

Citações em sistema (AUTOR, DATA, PÁGINA) , por exemplo: (LIBÂNEO,  2003, p. 23).

Citações longas: evitar, mas caso haja colocar em recuo de 4cm, Arial 10, espaçamento simples, justificado.

Referências: norma padrão da ABNT.

Resumo: apenas em português. Arial 10, espaçamento simples. Alinhamento do resumo: justificado.

Nome dos autores: abaixo do título, alinhado à direita, em Arial 12 itálico. Inserir nota de rodapé com pequeno resumo biográfico.

Numeração de página: Arial 12, canto superior direito.

Cronograma

Publicação do edital de chamada 01 de setembro de 2021
Envio dos textos até 01 de março de 2022
Retorno dos pareceristas 22 de abril de 2022
Publicação 06 de junho de 2022

Considerações finais

Os dados informados à revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

A Revista de Pastoral da ANEC não se responsabiliza por opiniões e conceitos expressos pelos autores.

O envio de textos para submissão implica, automaticamente, na cessão de direitos autorais à ANEC.

Os casos omissos serão resolvidos pelo Conselho Editorial da Revista.

 

Brasília, 01 de setembro de 2021

 

Pe. João Batista Gomes de Lima

Editor-chefe

Fr. Mário José Knapik

Editor científico

Gregory Rial

Editor técnico