Notícias

Espiritualidade: Momento de Oração (25/03/2020)

25/03/2020
Por  ANEC Comunicação

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Amém.

A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

Antífona: Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!

O Senhor esteja convosco. – Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas 1,26-38

Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”

29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.

34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

Palavra da Salvação. – Glória a vós, Senhor.

Antífona: Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!

Salmo 125(126) Alegria e esperança em Deus

Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7).

Antífona: Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar;

2 encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios, de canções. –

Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!”

3 Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto.

5 Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

6 Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes;

cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Antífona: Maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

Breve reflexão

Deus sempre está em ação na história humana e nunca fecha os seus olhos para o que nela acontece, pois, desde toda a eternidade, decidiu amar a sua sublime criatura, mesmo sabendo que pela desobediência muitos males se voltariam contra a humanidade, gerando egoísmos, discriminações e toda sorte de doenças.

Para sanar e curar este mal, fez uma promessa de salvação: “Porei hostilidade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela; esta te esmagará a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3,15).

Deus, dirigindo os rumos da história, preparou uma digna habitação para o seu Unigênito Filho no seio de uma mulher bendita entre todas as mulheres. Assim, Maria de Nazaré, a Mãe do nosso Salvador e único mediador entre Deus e os seres humanos, é a expressão da humanidade que se mantém totalmente aberta diante do mistério de Deus que, por séculos e com paciência, esperou receber um sim incondicional, a fim de inaugurar uma nova era de justiça, paz e fraternidade.

No sim de Maria, descobre-se que o limite da esperança se manifesta quando o ser humano, aberto para Deus, se dispõe a dizer como ela: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1,37). O resultado desse sim foi um evento único e definitivo para toda a história da humanidade: “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14). Por isso, antes de ascender aos céus, disse: “Eis que estou convosco todos os dias até o fim dos séculos” (Mt 28,20).

Este anúncio nos enche de esperança, principalmente diante de momentos difíceis que até fazem a humanidade se curvar, experimentar os seus limites, mas também ensinam a não desistir, pois está certa a vitória sobre o mal. O que começou no sim de Maria alcançou o seu ponto mais alto na prova de amor dada pelo seu único Filho, Jesus Cristo. Por ser o Homem entre os homens, nos ajuda e sempre nos socorre; por ser Deus-conosco nos oferece a graça da salvação definitiva.

Preces

A solenidade da Anunciação do Senhor, que hoje celebramos, marca o início da nossa salvação e libertação dos males. Cheios de confiança, digamos a Deus Pai:

  1. Interceda por nós a santa Mãe de Deus!

Assim como a Virgem Maria recebeu com alegria a mensagem do anjo, fazei, ó Deus, que recebamos com gratidão o nosso Salvador. R.

Assim como olhastes para a humildade de Maria, vossa serva, Pai de misericórdia lembrai-vos de todos nós e por vossa compaixão socorrei-nos sem demora. R.

Assim como Maria, a nova Eva, obedeceu plenamente à vossa Palavra divina, cumpra-se também em nós a vossa vontade nesse momento de provação. R.

Que a Santa Virgem Maria socorra os pobres, ajude os fracos, console os tristes, olhe maternalmente pelo povo, proteja o clero e interceda pelas mulheres que, em sua devoção, aprendem a viver segundo o seu exemplo de Mãe. R.

Agora, no silêncio do seu coração, faça a sua prece

Pai nosso… Ave-Maria… Glória ao Pai…

Oremos

Senhor, no silêncio deste dia que amanhece, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Quero, hoje, olhar o mundo com olhos cheios de amor, ser paciente, compreensivo, manso e prudente, ver além das aparências teus filhos como Tu mesmo os vês e, assim, não ver senão o bem em cada um. Fecha meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha meu Espírito. Que eu seja tão bondoso e alegre que todos quantos se achegarem a mim sintam a Tua presença. Reveste-me de Tua beleza, Senhor, e que, no decurso deste dia, eu Te não te ofenda, mas Te revele a todos! Amém.

Para a nossa vivência

“A Virgem Maria recebeu com fé o anúncio do anjo; e, à sombra do Espírito Santo, acolheu com amor, no seio puríssimo, Aquele que, para salvar os seres humanos, quis nascer entre eles. Assim, cumpriam-se as promessas feitas a Israel e, de modo inefável, realizava-se a esperança das nações”.

À luz das palavras do Prefácio da Anunciação do Senhor, vivamos este dia com o nosso olhar de fé, voltado para Deus, e o nosso coração, repleto de caridade, voltado, em particular, para os mais sofridos, rezando e intercedendo por todos os agentes de saúde que estão na linha de frente nessa batalha a favor da vida.

O Senhor esteja convosco (conosco).

Ele está no meio de nós.

Abençoe-vos o Deus Todo-Poderoso e Misericordioso,

† Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós que recorremos a vós. Amém.

Glorioso mártir São Sebastião, livrai-nos desta pandemia. Amém.

Pe. Leonardo Agostini Fernandes


Leituras relacionadas

Remodal