Atenta ao futuro da educação, a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC) divulga a Carta de Curitiba, elaborada na terceira edição do Congresso Nacional de Educação Católica realizado em Curitiba, nos dias 15 a 18 de julho de 2015. O evento promoveu a discussão dos grandes desafios da educação católica no momento atual da sociedade brasileira, com a missão de reforçar a identidade confessional, a qualidade técnica e o estímulo à criatividade na formação das futuras gerações.

A Carta de Curitiba traz a síntese dos Princípios e Valores da ANEC, reforça a Identidade da associação como Igreja em Educação; o princípio da comunhão com a igreja, da parceria com as instituições que comungam dos mesmos objetivos; o princípio do trabalho em rede e destaca a importância de somar forças e estreitar vínculos.

O documento reafirma a identidade enquanto instituição católica – na retomada dos valores da família; da formação continuada dos educadores e a ideia de uma comunidade educativa que tem a responsabilidade social com o entorno.

Confira a Carta de Curitiba.

Download (PDF, 129KB)

O Congresso

Gestores acadêmicos das Instituições de Ensino, Gestores administrativos, professores, pesquisadores e alunos, pós-graduação, graduação e educação básica partilharam  a  importância da identidade confessional da Educação Católica na formação dos futuros cidadãos brasileiros; analisaram como a Identidade Confessional e a Competência técnica são elementos complementares da formação do discente; analisaram e propuseram  metodologias que estimulam o desenvolvimento da criatividade no processo educacional.

Para o presidente da ANEC, Prof.Dr. Paulo Fossatti o congresso teve sua missão cumprida, que foi mostrar ao Brasil e ao mundo, a força de seus valores e articulação enquanto igreja e instituição educativa.

Fossatti destaca 3 pontos que considera relevantes na conclusão do congresso:

  • Força e Articulação – Considerando o momento de crise que vivemos no Brasil, conseguir reunir 1.300 educadores é uma evidência de que a ANEC está articulada, fortalecida;
  • Intensificar Parcerias –  A identidade reconhecida dentro das comunidades, na sociedade civil e junto ao governo. Descobrindo e reforçando os valores e o resultado do trabalho conjunto. Exemplo disso, foi a apresentação do comitê das Olimpíadas do Rio, com o Projeto Transforma Educação. Prova concreta de que a comissão organizadora reconhece que são mais de 2 milhões de jovens em que são exercitados os valores do Evangelho e que a ANEC é uma grande parceira na divulgação desses valores – solidariedade, justiça e inclusão social;
  • Fortalecimento das comunidades – O congresso proporcionou a partilha, o sentir e o rezar juntos.

Fossatti ressalta ainda, que foi celebrado um grande projeto educativo, calcado na humanização, evangelização e comunhão de uma identidade comum. “Temos um mesmo sobrenome: Educadores Católicos, e partilhamos a mesma causa. ”

About the author